Estudo e Leitura da Bíblia em Vídeos - Livro do Levítico O sacerdócio cristão e o fogo estranho no altar de Deus ★ Rede Missionária Cristã.
♥ ATENÇÃO! ♥Participe do projeto 📖 leitura da bíblia em 4 meses 👉Clique Aqui!

God's News

Ad Topo das postagens

Curso de Teologia

quinta-feira

Estudo e Leitura da Bíblia em Vídeos - Livro do Levítico O sacerdócio cristão e o fogo estranho no altar de Deus

<< Série - Estudos da Bíblia online >>


╚══❘► Pedidos de Oração e Palavras de conforto <Clique Oração>

Um fogo estranho no altar de Deus

A consagração de Arão e seus filhos como sacerdotes tinha sido concluída (Levítico 8-9) e parte do papel do sacerdote era a queima do incenso, que representa as orações do povo. Para isto havia um altar na parte de dentro da tenda onde o incenso era queimado. Então, o que os filhos de Arão, especificamente fizeram de errado? O que significa um fogo estranho perante o SENHOR?

A ideia básica é que eles ofereceram incenso contrário ao método especificada por Deus, conforme descrito no livro do Êxodo que dizia: "...Não ofereçam nesse altar nenhum outro tipo de incenso nem holocausto nem oferta de cereal nem derramem sobre ele ofertas de bebidas..." (Êxodo 30:9, NVI). Aí vem as conjecturas: Foi este ato intencional ou acidental? Poderia ter sido o caso que eles querendo agradar a Deus decidiram adicionar outras formas? Bom, o motivo não se sabe ao certo, porque o texto não revela, mas o fato é que não é a motivação que importa, mas o comportamento. Eles não seguiram as instruções exatamente como Deus prescreveu. Podemos ter a melhor motivação do mundo para violar os mandamentos de Deus, mas isto não importa, ainda será uma violação, e para toda violação existe uma punição.

Embora a natureza exata do fogo profano não seja conhecida, o motivo que levou os filhos de Arão a tomar tal atitude poderia ter sido que eles tenha entrado bêbados na tenda (Levítico 10:8-9); e com isto seu raciocínio foi prejudicado, e eles não perceberam nenhuma razão para se preocupar com a obtenção do fogo sagrado do altar do holocausto. Eles não discerniram a diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo. O fogo profano provavelmente não parecia diferente para eles, e certamente iria queimar o incenso também. Quem se importa? Então, ofereceram a Deus o que era comum, em vez do que era santo, como Deus exigia. E por sua desobediência pagaram com a vida. O salário do pecado é a morte; e eles morreram no próprio ato de seu pecado.

O fogo profano do cristão hodierno

Hoje, assim como fora Nadabe e Abiú naqueles dias, nos somos o "sacerdócio real, a nação santa e a geração eleita" (1 Pedro 2:9). E este acontecimento deve fazer-nos refletir e levar muito a sério todos os nossos atos de devoção e apresentação diante de Deus. Hoje adoramos ao mesmo Deus imutável, e Ele tomará vingança contra aqueles que profanar o seu nome sagrado, e não somente por beber vinho ou bebida forte, como é esclarecido nas escrituras (1 Timóteo 3:3). Neste mundo estamos continuamente expostos ao perigo de morte tanto física como a da espiritual; "...E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração..." (1 Pedro 4:7).

O livro de levítico apesar de ser em sua grande maioria um livro de regras e leis da antiga aliança, ele não esta preservado para nos como adorno ou enfeite na Bíblia. Se Deus permitiu que ele chegasse até nos é por que tem lições importantes para nossa conduta cristã; então vamos lucrar com esta advertência solene que esta história nos transmite. Devemos nos perguntar: Qual tipo de fogo estou depositando no altar de Deus? Qual é a lição que esta passagem nos traz? Obediência é a resposta. Este é o ponto, Deus hora a santificação e castiga a desobediência. Não devemos brincar com Deus, muitos vezes podemos nos perguntar: Mas nos cristãos não vivemos pela fé? Sim vivemos pela fé, mas isto não quer dizer que devemos rejeitar a lei de Deus. Nós hoje não necessitamos mais de sacrifício ovelhas, mas Deus requer de nos como cristãos obediência e santificação. As mesmas palavras de Levítico 19:2, onde Deus ordena a Moisés dizendo: "...Fala a toda a congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo..." é repetida a nós pelo apostolo Pedro quando disse: "...Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo..." (1 Pedro 1:15,16).

Infelizmente em nossos dias tem se multiplicado muito o fogo profano entre aqueles que se dizem 'cristãos', como já fora profetizado pelo apostolo Paulo, quando escreveu a Timóteo dizendo: "...Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas..." (2 Timóteo 4:3-4). É comum hoje ouvirmos falar de pessoas que se dizendo 'evangélicas', estão nas mídias deste mundo por praticas nem um pouco santa no sentido original e bíblico da palavra, pessoas que estão nos palcos artísticos, rebolando o axé 'gospel', o funk 'evangélico', outros vão além disso, cantando para os dois públicos, um dia para o mundo e outro nos 'templos gospel', recentemente uma jovem chegou ao ponto de posar nua em uma revista masculina, dizendo ter o apoio de sua congregação e de seu 'pastor'. Mas e a Bíblia? A sã doutrina, será que a apoiou também? sem duvida que não. Mas infelizmente o fogo estranho não para por ai, a também o mercado 'gospel' com seus amuletos e quinquilharias 'ungidas', tem também as praticas e modismos disseminados entre seguimentos 'gospel', onde os membros rolam pelo chão, latem como cães, rosnam como animais irracionais, fugindo totalmente daquilo que Paulo rogando ensinou e Pedro suplicou, ambos através da unção do Espirito Santo, como podemos ler nas escrituras. "...Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional..." (Romanos 12:1); "...Deixando, pois, toda a malícia, todo o engano, e fingimentos, e invejas, e toda a maledicência, desejai, como meninos recém-nascidos, o leite racional, sem dolo, para que por ele cresçais para a salvação, se é que já provastes que o Senhor é benigno e, chegando-vos para ele, pedra viva, rejeitada, na verdade, pelos homens, mas, para com Deus eleita e preciosa, sois vós também quais pedras vivas, edificados como casa espiritual para serdes um sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais, aceitáveis a Deus por Jesus Cristo..." (1 Pedro 2:1-5). "...E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus..." (Romanos 12:2).

Quando professamo-nos adoradores de Deus, devemos ter zelo por seu nome e sua palavra, devemos buscar o conhecimento, "...Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; porque morrestes, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus..." (Colossenses 3:1-3). É muito fácil tornarmo-nos desleixados em nosso serviço a Deus, ao invés de considerá-lo como Santo e glorificá-Lo como Ele merece, fazendo exatamente como Ele ordena, começamos a oferecer adoração como queremos e quando queremos, isto é fogo estranho e profano. Assim, nossa adoração torna-se uma conveniência ao invés de convicção! Precisamos ser lembrados de incidentes como este que aconteceu com Nadabe e Abiú, para nos, humilharmos na presença de Deus, para nos lembrar da seriedade de servir a Deus, considerando Deus como santo, e glorificá-lo corretamente em nosso serviço para Ele. Buscando em primeiro lugar o seu reino e sua justiça, mesmo acima daqueles mais próximos de nós. Que o exemplo de Nadabe e Abiú venha encorajar-nos a fazer aquilo que homenageia realmente a Deus! E não com atitudes que entristeça o Espirito santo, o nome de Jesus e manche o corpo de Cristo na terra.

Obediência a Deus todos os dias a Vida

Observamos que as ordenanças sempre foram focadas na aproximação e relacionamento do povo para com Deus. E naturalmente para se ter um relacionamento com Deus, o povo deveria buscá-Lo de uma maneira específica, ou seja por meio de vários sacrifícios papel desempenhado pelos sacerdotes intercedendo entre o povo e Deus. O Novo Testamento ensina que todos os cristãos são sacerdotes e que todos nós somos chamados a ajudar e interceder um pelos outros cumprindo o mandamento de Jesus de amar uns aos outros. Agindo de forma diferente do mundo, como Deus deseja, esta é a ideia básica de "santidade" que significa literalmente separado, retirado. Trata-se de mudar o nosso estilo de vida de uma forma que agrada a Deus; é mais do que apenas evitar o pecado. Trata-se de uma mudança completa na maneira de viver para uma forma que agrada a Deus. Em outras palavras, trata-se de fazer a vontade de Deus para nossas vidas em uma base de tempo integral.

OK, por que então Deus fala sobre comida? O que isto tem a ver com santidade? Por que Deus se importa com o que vamos comer? Para começar, Deus quer mostrar que Ele se preocupa com todos os aspectos de nossas vidas, e isto inclui aquilo que comemos. No mundo de hoje com tantos problemas e distúrbios alimentares, obesidade, doenças, etc; todos médicos e pesquisadores no final chegam a uma mesma conclusão nos somos aquilo que comemos, grande parte dos problemas de saúde esta ligado a alimentação. Agora imagine isto em tempo distante, em um mundo deserto sem refrigeração e sem o conhecimento e tecnologia de hoje, na verdade uma grande parte destes rituais ajudou os israelitas a viver uma vida saudável, esta era sem duvida a preocupação maior de Deus. Outra razão é era a separação do Seu povo do mundo que os rodeava.

Nos cristãos não necessitamos comer desta maneira? A dieta cristã não está limitado a estes animais. Pedro aprendeu essa lição como podemos ver em Atos capítulo 10. Também em Atos capítulo 15, vemos que houve uma grande reunião entre os apóstolos e líderes da igreja para debater sobre este e outros assuntos ligado ao povo não-judeu que estavam aceitando a Jesus Cristo como salvador. A pergunta principal era: Essas pessoas devem ou não guardar ou andar em conformidade com todas as leis judaicas? A resposta dos apóstolos e lideres foi que os únicos requisitos para os cristãos não judeus eram "...abster-se de comida contaminada pelos ídolos, da imoralidade sexual, da carne de animais sufocados e do sangue..." (Atos 15:20). Voltando a Levítico 11, o cristão não tem que ler este capítulo e dizer: Bem, aqui está o que eu posso e o que não posso comer; o que realmente é importante aqui é que mesmo que nos cristãos não estamos mais sob estas leis particulares, a ideia da santidade de Deus (isto é, viver uma vida diferente dos incrédulos/mundo) se aplicam a nós também. Deus deseja que nós vivemos em obediência e viver "de forma diferente " do mundo que nos rodeia. Jesus Cristo em sua oração disse: "...Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade..." (João 17:14-17). O apostolo João complementa essas palavras dizendo: "...Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre..." (1 João 2:15-17). Nós, como cristãos, não estamos vinculados as leis do Antigo Testamento mas sim vinculados a essência destas leis, como deixou bem claro Cristo quando interrogado a cerca do grande mandamento na lei, dizendo: "...Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas..." (Mateus 22:37-40); ou seja somos instruídos a viver uma vida de obediência a Deus e amor ao próximo baseado em nossa gratidão a Jesus Cristo pela nossa salvação. "...Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo..." (Romanos 14:17).

Purificação cerimonial do Cristão

Depois das leis sobre alimentos puros e impuros, vêm as leis relativas às pessoas puras e impuras. A ideia básica é que mesmo que um bebê recém-nascido seja inocente, eles ainda herda o gene do pecado. O pecado é naturalmente herdado por todas as pessoas e é passado de geração em geração. Os rituais do Capítulo 12 são projetados para lembrar os pais de que este, bebê inocente bonitinho é também um herdeiro do pecado. O homem repassa sua natureza depravada a sua descendência, tornando claro as palavra escritas por Paulo quando disse: "...Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus..." (Romanos 3:23-25).

Enquanto nós apreciamos a nossa liberdade cristã, e estamos livres das observâncias onerosos dos rituais da lei, é preciso no entanto termos cuidado para não abusar de nossa liberdade, trazendo fogo estranho ao altar de Deus. Porque o Senhor remiu e chamou o seu povo, para que possam ser santo, assim como ele é santo. Devemos sair e ser separado do mundo, é preciso deixar a companhia dos que amam o pecado, e deixar todas as conexões desnecessárias com aqueles que estão mortos em pecado, devemos ser zelosos de boas obras seguidores de Deus dedicados, e companheiros de seu povo, fortalecendo a igreja com ações e atitudes racionais que engrandeça o nome de Cristo.

ler biblia, Estudo e Leitura da Bíblia em Vídeos,estudos sobre a bíblia,biblia comprar,pesquisa sobre a biblia

assista-filmes-online-filmes-gospel-online
Rede Missionária Cristã: Em busca da excelência espiritual.
Estudos bíblicos, Reflexões bíblicas, filmes gospel, teologia pastoral, bacharel em teologia, teologia on line, teologia gratis online, estudos bíblicos evangélicos... ═❘► Inscreva-se ☜═

anterior inicio proxima Image Map



Ad final do artigo

Curso de Teclado