Bem Vindos - Paz e Graça !

Bíblia - Palavra de Deus

A Deus toda Gloria...

Serie: Os 10 Mandamentos

Deus é Amor...

Estudos Bíblicos + Vídeos

» » » » "Lembra-te do dia do sábado, para o santificar"


Rede Missionária Cristã 12:10:00 0

<< Série - Os Dez (10) Mandamentos >>

4º Mandamento

"...Lembra-te do dia do sábado, para o santificar. Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra. Mas o sétimo dia é o sábado do Senhor teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas. Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o Senhor o dia do sábado, e o santificou..."

╚══❘► Pedidos de Oração e Palavras de conforto <Clique Oração>

O quarto Mandamento - O dia de sábado é santo?

A definição etimológica da Palavra Sábado, do Hebraico, (שַׁבָּת, "Shabat"), significa descanso, cessação, interrupção. A Bíblia em Êxodo 20:8 recomenda "...Lembra-te do dia de DESCANSO, para o santificar...". Como todos os dez mandamentos, o sábado também foi instituído por Deus, este dia não inclui apenas a parte física, mas também a mental, emocional e principalmente a espiritual. O dia de Sábado foi feito para que o homem pudesse desfrutar de uma comunhão viva com seu Criador. Logo descansar significava deixar de lado as atividades rotineiras, e passar um tempo em companhia do Criador.

Ao contrário da crença popular, o trabalho não faz parte da maldição do pecado! Na verdade o trabalho do homem era importante no Jardim do Éden e foi delegado por Deus antes do pecado; "...E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e o guardar..." (Gênesis 2:15). A maldição do pecado no trabalho do homem consiste no suor do rosto, ou seja na canseira, estresse, e desconforto durante a realização de uma tarefa (Gênesis 3:19). Assim sendo, é natural também que ele descanse! Nossos corpos não foram projetados para um trabalho cansativo, mas como isto agora acontece devido a queda e maldição do homem, Deus da mais uma amostra do seu abundante amor concedendo ao homem um tempo para refrescar e descansar o corpo. Obviamente Deus deu o mandamento do sábado, não porque Ele necessitasse da adoração do povo, ou que precisasse de um dia especial para Ele, mas sem sombra de duvida foi para garantir a nossa saúde física e espiritual! Hoje, apesar de não estarmos mais sob o jugo da Lei, mas debaixo da liberdade da graça! Deus ainda espera que mantenhamos um período para descansar e glorificá-lo com a nossa vida e nosso tempo. Deus declarou que o dia de descanso seja um dia santo. Ou seja separado para sua gloria, Deus não mudou sua mente! Ele ainda espera que o homem mantenha seu periodo de descanso em Sua honra e glória!

Ensinamentos de Jesus sobre o dia de sábado

Quando Jesus Cristo veio ao mundo Ele cumpriu tudo o que a lei e os profetas ensinaram, mas mesmo sendo o Messias o filho de Deus, ele colidiu com os fariseus sobre os ensinos do dia de sábado, provando que os sistemas religiosos sempre confundiram a essência e o verdadeiro significado do sábado.  Estes episódios são encontrados nos quatro evangelhos, em (João 5:17-18) por exemplo diz: "...Mas Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só violava o sábado, mas também dizia que Deus era seu próprio Pai, fazendo-se igual a Deus..." Os sacerdotes na época de Jesus levavam muito a serio os rituais deste Mandamento, tão a serio que perderão a noção da verdadeira intenção de Deus por traz da guarda do dia de descanso. A observância deste dia foi tão rigorosamente aplicada, que com o passar dos anos, eles acrescentaram suas próprias regras e regulamentos sobre o sábado, havia mais de 1.000 regras sobre o que era, ou não permitido fazer no dia de sábado. Por exemplo: você não poderia salvar uma pessoa se afogando no sábado. Se o boi de um homem caiu na vala, ele poderia retirá-lo, mas se o homem caiu, ele tinha que ficar lá. Se um homem era picado por uma pulga no sábado, ele devia permitir a pulga continuar, se ele tentasse espantar ou matá-la, ele era culpado de caçar no dia de sábado. Ainda hoje a aqueles que observam o sábado (ou domingo) de uma forma muito rigorosa, mesmo entre os cristãos. Algumas pessoas deixam de varrer ou espanar a casa, fazer as camas, de permitir ou cozinhar qualquer alimento no sábado, etc.

Em Mateus 12, lemos a narrativa de um episodio entre Jesus e os fariseus: "...Naquele tempo passou Jesus pelas searas num dia de sábado; e os seus discípulos, sentindo fome, começaram a colher espigas, e a comer. Os fariseus, vendo isso, disseram-lhe: Eis que os teus discípulos estão fazendo o que não é lícito fazer no sábado. Ele, porém, lhes disse: Acaso não lestes o que fez Davi, quando teve fome, ele e seus companheiros? Como entrou na casa de Deus, e como eles comeram os pães da proposição, que não lhe era lícito comer, nem a seus companheiros, mas somente aos sacerdotes? [Neste ponto, na mesma história Marcos 2:27 registra que Jesus prosseguiu dizendo: "...O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado...".] "...Ou não lestes na lei que, aos sábados, os sacerdotes no templo violam o sábado, e ficam sem culpa? Digo-vos, porém, que aqui está o que é maior do que o templo. Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifícios, não condenaríeis os inocentes. Porque o Filho do homem até do sábado é o Senhor. Partindo dali, entrou Jesus na sinagoga deles. E eis que estava ali um homem que tinha uma das mãos atrofiadas; e eles, para poderem acusar a Jesus, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados? E ele lhes disse: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma só ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não há de lançar mão dela, e tirá-la? Ora, quanto mais vale um homem do que uma ovelha! Portanto, é lícito fazer bem nos sábados. Então disse àquele homem: estende a tua mão. E ele a estendeu, e lhe foi restituída sã como a outra. Os fariseus, porém, saindo dali, tomaram conselho contra ele, para o matarem. Jesus, percebendo isso, retirou-se dali. Acompanharam-no muitos; e ele curou a todos,..." (Mateus 12:5-15). Quando os fariseus acusaram os discípulos de violação da lei, Jesus não argumentou em sua defesa sobre a violação do sábado. Na verdade, a maneira como ele respondeu, praticamente assumiu que o que fizeram era contra a lei. Nos versos 3-4, quando Ele se refere ao rei Davi e seus homens tomando o pão da casa de Deus que não era lícito para eles comerem, Ele se refere também aos sacerdotes que trabalhavam no sábado. Em outras palavras, as necessidades dos homens de Davi e as necessidades do serviço do templo tinha precedência sobre o pão cerimonial e as regras do sábado. Em seguida Jesus cura um homem com a mão atrofiada, sendo um dia de sábado, intencionalmente provocando a controvérsia.

Jesus explica o que está fazendo declarando: "...aqui está o que é maior do que o templo...". E, por implicação maior do que Davi, então se Davi e seus homens, juntamente com os sacerdotes são inocentes, logo Ele também e prossegue: "...Porque o Filho do homem até do sábado é o Senhor...". Em outras palavras, Jesus esta dizendo que não é apenas um rei maior do que David. Ele está dizendo que como o criador, o sábado é Dele, e ele conhece profundamente o significado do dia de descanso. Ou seja o sábado foi feito para o homem, para o bem estar e saúde do homem, então Ele declara: "...Misericórdia quero, e não sacrifício..." Esta citação de Oséias 6:6 significa que o amor prevalece sobre as leis cerimoniais, o próprio Antigo Testamento dá orientações que devemos usar a lei com amor. "...O sábado foi feito para o homem, não o homem para o sábado (...) Por isso, é lícito fazer o bem no sábado...". O resultado de tudo isto não é que nos como seguidores de Cristo não devemos mais santificar o dia de descanso, mas que temos um novo tipo de liberdade e um novo critério nos é permitido. O dia de descanso é para aliviar o homem, não para sobrecarregá-lo com regras e normas.

Em uma outra ocasião, Jesus curou um homem no sábado e "...Disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito e anda..." (João 5:8). Isso supostamente colocou o homem em um grande problema, por que carregar seu leito violava o sábado, consequentemente por isso os judeus perseguiram ainda mais a Jesus, que lhes respondeu: "...Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também..." (João 5:16-17). Isso significa que Deus nunca deixou de trabalhar, se voltarmos a etimologia da palavra sábado no inicio deste artigo, vemos que também significa cessação, que é o mesmo que Terminar ou finalizar; fim; ou seja Deus terminou a tarefa da criação, mesmo porque é inconcebível Deus parar de trabalhar; e após a queda do homem Deus agora trabalha na redenção do mesmo, e Jesus naturalmente também: "...Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também..." O trabalho de Jesus na redenção foi concluído na cruz e ressurreição dos mortos. Agora, Ele poderia tomar o seu lugar com o seu Pai no trono do universo, e continuar o seu trabalho de intercessão e advogado por nos.

Os cristão deve guardar o dia de sábado?

Agora Cristo é o nosso descanso. E guardamos este descanso quando deixamos nossas obras carnais e confiamos em sua obra na cruz. Este é o grande e último significado do sábado. Cristo tornou-se o passaporte para o verdadeiro sábado. Isto é o que Hebreus 4:9 está dizendo: "..Portanto resta ainda um repouso sabático para o povo de Deus...". Mas, então, o escritor acrescenta, no versículo 11 "...Ora, à vista disso, procuremos diligentemente entrar naquele descanso..." Em outras palavras, nós entramos no caminho que é Jesus, mas para chegarmos ao verdadeiro descanso o Reino de Deus, seus ensinos agora deve ser aplicado em nossa vida ainda neste mundo. Nosso eterno Sabbath é iniciado em Cristo, mas não estará totalmente presente até o grande dia do senhor.

Sabemos que nos como cristão, não estamos sujeito a lei de moisés no sentido ritualístico dela, mas somente sob seu aspecto espiritual, portanto não necessitamos cultivar um dia exclusivo para santificar a Deus, mas sim santificá-lo todos os dias. Em Deuteronômio 5, Moisés ao reafirmar os dez mandamentos ele diz qual foi a razão do sábado ser dado à nação de Israel: "...Porque te lembrarás que foste servo na terra do Egito, e que o Senhor teu Deus te tirou dali com mão forte e braço estendido; por isso o Senhor teu Deus te ordenou que guardasses o dia de sábado..." (Deuteronômio 5:15). Repare na expressão “por isso”. A intenção de Deus em dar o sábado a Israel não foi que se lembrassem da criação, mas que se lembrassem de sua escravidão egípcia e o livramento do Senhor. A pessoa sob a lei do sábado não poderia deixar sua casa no Sabbath (Êxodo 16:29), não poderia acender fogo (Êxodo 35:3) e não poderia fazer ninguém trabalhar (Deuteronômio 5:14). A pessoa que quebrasse a lei do sábado seria condenada à morte, mas Cristo veio nos trazer a vida, e nos livrar da maldição da lei (Êxodo 31:15; Números 15:32-35). O sábado foi estabelecido para a nação de Israel, e não para a igreja, ele é parte da Lei do Velho Testamento, e os cristãos são livres da servidão da Lei (Gálatas 4:1-26; Romanos 6:14). Guardar o sábado ou domingo não é algo cobrado dos cristãos, não somos obrigados a seguir o Sabbath de Moisés - descansando, agora somos livres para seguir o Cristo ressuscitado - servindo. Mas isto também não impede que quem deseje guardá-lo o faça, mas não mais como uma obrigação ou regra. O apóstolo Paulo ensina que cada cristão deve decidir se observa ou não o descanso do Sabbath: "...Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente convicto em sua própria mente..." (Romanos 14:5). Devemos adorar a Deus todos os dias, não somente no sábado ou domingo. "...Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados, que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo..." (Colossenses 2:16-17). São sombras das coisas vindouras quer dizer: o próprio Cristo é o nosso descanso final. "...Vinde a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei..." (Mateus 11:28).

"...Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Porque toda a Lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo..." (Gálatas 5.13-14).
"...Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que se cale toda boca e todo o mundo fique sujeito ao juízo de Deus; porquanto pelas obras da lei nenhum homem será justificado diante dele; pois o que vem pela lei é o pleno conhecimento do pecado. Mas agora, sem lei, tem-se manifestado a justiça de Deus, que é atestada pela lei e pelos profetas; isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos os que crêem;..." (Romanos 3:19-22).

"...Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê..." (Rm 10:4)

estudos+bíblicos+evangélicos

4º Mandamento
teologia online e teologia online gratis
Rede Missionária Cristã: Em busca da excelência espiritual.
Estudos bíblicos, Reflexões bíblicas, filmes gospel, teologia pastoral, bacharel em teologia, teologia on line, teologia gratis online, estudos bíblicos evangélicos... ═❘► Inscreva-se ☜═

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário

X

★★★ Cadastre-se Abaixo! ★★★